Diabetes

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue. Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas.

A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta, portanto em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

Todo carboidrato ingerido será transformado em açúcar pelo organismo para fornecer ATP (energia) para todas as células do corpo.

Podemos entender como carboidrato:
– Tubérculos;
– Frutas;
– Farináceos;
– Hortaliças;
– Derivados do leite.

RECOMENDAÇÕES PARA DIABETES

Preferir:

– Alimentos ricos em fibras (pão, arroz, biscoitos integrais, inhame, aipim, leguminosas);
– 3 porções de frutas/dia: 1 porção = 1 banana ou 1 maçã ou 1 cacho pequeno de uvas ou ½ manga ou 1 colher de sopa de abacate;
– Leite/iogurte/coalhada desnatada, queijos minas, ricota e cottage (para não extrapolar a cota de gordura saturada permitida);
– 2 col. sopa farelo de aveia (absorção de glicemia e colesterol);
– Azeite de oliva extra virgem (fonte de antioxidantes e ácido graxo monoinsaturado), óleo de canola;
– Alternar peixes gordos: sardinha, atum, salmão, cavala (fonte de ômega-3) com peito de frango e carne bovina magra (coxão-duro e patinho);
– Até um ovo por dia (cozido, pochê ou mexido no leite desnatado);
– Adoçantes artificiais alternados as marcas permitidas (aspartame, sucralose, steviosídeo e acesulfame K);
– Associar na mesma refeição alimentos com baixo e médio índice glicêmico (vide tabela a seguir);
– Alimentos dietéticos até três vezes por semana (refrigerantes, doces, bolos, chocolates, balas = máximo de quatro unidades/dia);
– Saladas cruas (folhosos) á vontade;
– Fracionamento da dieta em seis refeições/dia ou intervalo de 3-3 horas (refeições pouco volumosas e com fonte de proteína antes de dormir para evitar hipoglicemia á noite);
– Em caso de hipoglicemia: 15g de carboidratos (1/2 xícara de suco de laranja, uva ou maçã; ou 1 copo de leite; ou 3 cream crackers; ou 1 colher de sopa de mel ou açúcar).

Evitar:

– Gordura saturada (pele de aves, carnes gordas bovina e suína, leite de coco, creme de leite, bacon, manteiga, toucinho, leite integral, azeite-de-dendê);
– Açúcares (sacarose, mel, melado, rapadura, sorvetes, gelatinas, frutas cristalizadas, geleias, doces de corte);
– Adoçantes á base de frutose, sorbitol e manitol (contribuem para as complicações crônicas do diabetes);
– Cereais refinados (arroz, pão, biscoito, bolo e preparações feitas com farinha de trigo refinada);
– Mistura de arroz, pão, macarrão, batata na mesma refeição;
– Refrigerantes, sucos prontos e artificiais;
– Pão doce, biscoito recheado, chocolate;
– Frituras;
– Bebidas alcoólicas;
– Jejum prolongado ou excesso de alimentação.

Índice Glicêmico (IG) dos alimentos

 Alto IG  Intermediário IG  Baixo IG
 Pão branco  Biscoito água e sal  Maçã
 Biscoitos doces  Arroz polido  Laranja
 Cereais matinais  Farinha de trigo  Pêssego
 Batatas  Batata-doce  Pêra
 Flocos de milho  Inhame  Ameixa
 Cenoura  Banana  Massa c/ovo
 Beterraba  Manga  Arroz integral
 Uva passa  Mamão papaia  Feijão, lentilha, soja,  ervilha
 Abóbora  Kiwi  Oleaginosas
   Suco de laranja  Chocolate dietético
 Glicose > 90mg  Glicose 70-90mg  Glicose <70 mg


Sintomas da hipoglicemia:
 fome, tremor, suor, ansiedade, pulso rápido, visão turva, palidez, alteração do humor, falta de concentração.

Sintomas da hiperglicemia: cansaço, visão turva, sede, idas frequentes ao banheiro para urinar, perda de peso.

Parcerias com empresas da região em consultas e exames