PARA TODAS AS CIRURGIAS OS PACIENTES DEVERÃO:


A - Estar em jejum de 8 horas, não podendo tomar nem mesmo água.
B - Levar todos os exames realizados.
C - Estar com a autorização do convênio.
D - Levar um acompanhante que possa ficar o dia todo acompanhando o paciente.
E - Em caso de resfriados ou outras condições que impeçam a cirurgia, avisar o médico com antecedência.
F - Não fazer uso de anti-inflamatórios (Voltarem, Cataflan, Nimesulida), pelo menos 10 dias antes da cirurgia.
G - Chegar, pelo menos, 30 minutos antes do horário da internação.
H - Levar para o hospital somente objetos pessoais.
I - A anestesia será geral, sendo, por este motivo, importante fazer avaliação pré-operatória.
J - Em todas as cirurgias não há aberturas externas, exceto na timpanoplastia na qual será feita uma incisão atrás da orelha que será operada.
K - O atestado será fornecido no dia da cirurgia.
L - O paciente deverá seguir a medicação e orientação da receita médica.

(clique nos títulos para mais detalhes)

• AMIGDALECTOMIA / ADENOIDECTOMIA / ADENOAMIGDALECTOMIA / UVALOPALATOFARINGOPLASTIA

1 - O paciente poderá ter alta no mesmo dia da cirurgia ou no dia seguinte, conforme a evolução do pós-operatório e do tipo de cirurgia.
2 - Poderá sentir dor de ouvido ou ter febre baixa nos dois primeiros dias (comum de acontecer). Nestes casos, tomar a medicação antitérmica que costuma usar (Dipirona ou Tylenol).
3 - É fundamental, ainda que com dor, que o paciente tente ingerir líquidos a fim de evitar desidratação.
4 - A dieta deve ser líquida e fria (para os pacientes submetidos à amigdalectomia) e/ou pastosa e geral, na temperatura ambiente (para os de adenoidectomia), até o primeiro retorno.
5 - Ao observar a garganta, poderá ver que está “branca”. Isto não significa pus, mas cicatrização.
6 - O repouso deverá ser relativo, isto é, não é necessário ficar deitado, mas não pode fazer esforço. Em dias quentes, evitar exposição ao sol. Cuidado com as crianças, que não poderão correr, pular, jogar bola. Há risco de hemorragia.
7 - O paciente deverá ficar afastado de suas atividades até liberação pelo médico. O atestado será fornecido no dia da alta ou no primeiro retorno.
8 - No caso de algum problema, contatar a clínica ou o hospital. Eles entrarão em contato com seu médico para maiores esclarecimentos.

• FRENOTOMIA LINGUAL

1 - Dieta pastosa na temperatura ambiente e líquidos a vontade. Evitar alimentos ácidos, salgados e apimentados.
2 - As crianças que mamam leite materno ou mamadeira poderão fazê-lo, sem restrições.
3 - Em caso de dor, dar a medicação analgésica que o paciente está acostumado.

• SEPTOPLASTIA E SINUSECTOMIA

1 - A dieta é geral na temperatura ambiente.
2 - Não fazer esforço físico.
3 - O paciente poderá ficar com tampão nasal, o qual poderá sair do nariz naturalmente (como uma gelatina). No dia da cirurgia, não mexer. No dia seguinte, iniciar uso de 4 gotas de Rinosoro em cada narina 4x ao dia.
4 - O paciente perceberá que poderá estar com uma estrutura rígida fixa em cada narina (splint). Não é para tentar tirar. Esta estrutura será retirada pelo médico no consultório.
5 - Tomar as medicações orientadas na consulta.
6 - Poderá ocorrer pequeno sangramento nasal, o que é comum. O que não pode ocorrer é um sangramento intenso. Nesses casos, entrar em contato com o médico.
7 - Após a saída do tampão, ocorre a formação de crostas, pequenos coágulos e secreção, o que é normal.
8 - Na cirurgia de sinusectomia (geralmente por pólipos nasais) a diferença é que o paciente não ficará com o (splint).

• CAUTERIZAÇÃO DE CONCHAS NASAIS INFERIORES

1 - Nos dois primeiros dias o paciente sentirá obstrução nasal e, ao ver o nariz, estará inchado e com uma coloração esbranquiçada, o que significa cicatrização.
2 - O paciente deverá fazer uso de Rinosoro ou soro fisiológico: 1 conta-gotas cheio em cada narina 4x dia. À noite deverá fazer uso do spray nasal orientado.

• TUBO DE VENTILAÇÃO 

1 - Não fazer esforço físico.
2 - Algumas vezes pode ocorrer pequeno sangramento durante a cirurgia. Nestes casos, no pós-operatório, poderão sair crostas de sangue. Limpar apenas a parte externa.
3 - O paciente poderá sentir dor de ouvido. Dar a medicação analgésica de uso habitual.
4 - Não pode deixar cair água no ouvido operado.

• TIMPANOPLASTIA / TIMPANOMASTOIDECTOMIA

1 - Dieta geral. Evitar peixes e carne de porco.
2 - Não fazer esforço físico.
3 - Não deitar do lado operado.
4 - Não mexer no curativo.
5 - Não deixar molhar o ouvido.
6 - Se for espirrar, assoar o nariz ou tossir, fazê-lo com a boca aberta a fim de evitar pressão no ouvido.
7 - Nos primeiros dias da cirurgia, a audição estará diminuída, podem aparecer ruídos. Isto não deverá causar preocupação.
8 - O paciente poderá sentir tontura. Fazer uso da medicação orientada.
9 - O paciente deverá cortar o cabelo atrás da orelha, mais ou menos 1,5 cm.