Alteração Vocal na Infância

As crianças estão imersas em lugares ruidosos, em contexto de competição e dessa forma precisam elevar o seu tom de voz e acabam fazendo uso inadequado da voz, podendo desenvolver os nódulos vocais.

Os nódulos vocais são mais frequentes em meninos menores de 12 anos e em meninas a partir dessa idade.

Quanto antes for detectado os Distúrbios Vocais, menor será o impacto na comunicação. Esses Distúrbios Vocais podem ser: Afonia perda total da voz ou Disfonia alteração da voz (rouca, fraca, soprosa…).

A terapia fonoaudiológica nas alterações vocais tem como objetivo: restabelecer a postura adequada e a mecânica respiratória correta, reduzir a tensão muscular e eliminar os esforços laríngeos, bem como adaptar as cavidades de ressonância ao som emitido pela laringe.

A reeducação vocal deve ser orientada a pais e educadores para que a criança não faça um uso prolongado da voz, tratar adequadamente as  infeções das vias aéreas superiores, manter um ritmo de vida o mais saudável possível, empregar a voz num volume moderado, ingerir água com frequência.

Fga. Ms. Rafaela Schmidt
CRFa. 15.831

Parcerias com empresas da região em consultas e exames